Quem era o pedestre que morreu após ser agredido com capacete em briga de trânsito: 'Gostava muito de ajudar os outros'

  • 06/12/2023
(Foto: Reprodução)
Isaías Ambuja era aposentado e teve o desejo de ser doador órgãos realizado pela família. Ele teve morte cerebral após brigar por motociclista não parar em travessia elevada, diz família. Vídeos registraram agressões. Defesa do motociclista alega legítima defesa. Isaías Azambuja, de 58 anos, foi agredido com golpes de capacete durante uma briga de trânsito Reprodução/Redes Sociais Isaías Azambuja, o pedestre que morreu após ser agredido com golpes de capacete na cabeça durante uma briga de trânsito, gostava muito de ajudar os outros, contam os filhos aposentado, Eduardo e Camila Azambuja. Tanto é, que tinha o desejo de ser doador de órgãos - que foi cumprido pela família. Isaías teve morte cerebral atestada na terça-feira (5), quatro dias dias após se envolver em uma briga de trânsito em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná. As agressões foram registradas pela câmera de segurança de um restaurante e também por pessoas que estavam no local. Veja imagens e relembre detalhes abaixo. ✅ Siga o canal do g1 PR no WhatsApp ✅ Siga o canal do g1 PR no Telegram Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, a captação de um dos rins e do fígado ocorreu nesta madrugada. O fígado ficou no Paraná e o rim foi para o Rio Grande do Sul. "Era vontade dele ser doador de órgãos, ele gostava muito de ajudar os outros. Era uma pessoa muito bondosa", conta o filho Eduardo. Isaías, de 58 anos, trabalhou por mais de 20 na indústria Tetra Pak e se aposentou há cerca de um ano. Nas redes sociais, ele mostrava sua paixão por viagens e por estar perto da família. "Era um homem muito batalhador, trabalhou a vida inteira e mais ou menos há um ano conseguiu se aposentar, ia ficar com a minha mãe 'curtindo' [a vida]", diz Eduardo. Isaías deixa esposa, dois filhos e nora. Isaías Azambuja deixa esposa, dois filhos e nora Arquivo pessoal/Imagem cedida Leia também: Duplo feminicídio: Vídeo mostra agressões pouco antes de delegado matar esposa e enteada Internet: Vídeo mostra trecho de aula de ex-PM ensinando a fazer sexo com mulher morta Susto: Vídeo mostra momento em que mulher é 'engolida' por cratera em calçada Relembre o caso Motociclista agride pedestre com capacete em briga e deixa vítima em estado grave Isaías foi agredido com golpes de capacete na cabeça durante uma briga de trânsito com um motociclista na noite de sexta-feira (1), Avenida Visconde de Mauá, em Ponta Grossa. Segundo os filhos dele, a discussão iniciou após um motociclista não parar na faixa elevada para pedestres quando ele a esposa estavam atravessando. "O rapaz quase atropelou ela e meu pai na faixa elevada, ali da frente do restaurante, e meu pai xingou ele. Ele fez o retorno, voltou, jogou a moto em cima do meu pai novamente e teve capacidade de estacionar a moto, pegar o capacete na mão como se fosse uma arma, e agredir meu pai com o capacete", relata Eduardo. Na sequência Isaías foi para casa, onde passou mal, e então foi levado ao hospital e ficou internado. "Ele não conseguia erguer o braço, falou que achou que estava tendo um AVC", lembram os filhos. Isaías Azambuja faleceu aos 58 anos Arquivo pessoal/imagem cedida Investigação Na segunda-feira (4) o motociclista se apresentou à polícia. Ele vai responder ao processo em liberdade. A investigação está apurando se houve ou não intenção de matar para definir se ele vai ser indiciado pelo crime de homicídio ou lesão corporal seguida de morte, explica o delegado da Polícia Civil Luiz Gustavo Timossi. O nome do motociclista não foi revelado. A defesa alega que aguarda o fornecimento das câmeras dos locais próximos ao local onde aconteceu a briga para comprovar que o motociclista agiu em legítima defesa, "ante as provocações iniciais da outra parte, antes do desfecho visto em ampla mídia", afirma o advogado Leandro Ferreira do Amaral. Segundo o delegado Timossi, há boletins de ocorrência registrados contra o motociclista por violência doméstica, ameaça, dano e invasão de domicílio. Também há um inquérito instaurado que apura uma acusação de sequestro e cárcere privado. Vídeos mais assistidos do g1 PR Leia mais notícias da região em g1 Campos Gerais e Sul

FONTE: https://g1.globo.com/pr/campos-gerais-sul/noticia/2023/12/06/quem-era-o-pedestre-que-morreu-apos-ser-agredido-com-capacete-em-briga-de-transito-gostava-muito-de-ajudar-os-outros.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Anunciantes